Ana Amélia tenta se capitalizar junto a uma base social fascista, diz Marco Maia

Maia denuncia fake news da direita
Rossetto lidera pesquisas do eleitorado gaúcho

Ana Amélia tenta se capitalizar junto a uma base social fascista, diz Marco Maia

O deputado Marco Maia (PT-RS) criticou, nesta quinta-feira (19), as declarações da senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) que procurou associar uma entrevista concedida pela presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, para a rede de televisão árabe Al Jazeera, ao grupo terrorista Estado Islâmico. “A senadora Ana Amélia está sem noção da política, com o intuito único e exclusivo de tentar aparecer e capitalizar politicamente. Na verdade, lhe falta assessoria para explicar o que são as televisões no mundo, o que está acontecendo no país neste momento e, principalmente, lhe dizer o quanto esse tipo de declaração não condiz com o estado democrático de direito que pretendemos viver no Brasil”, disse o deputado.

“A impressão que tenho”, acrescentou Marco Maia, “é que ela, para se capitalizar politicamente com uma base social fascista, ela utiliza qualquer declaração de alguém do PT para tentar se promover”. “Esse tipo de postura, na minha avaliação, não condiz com o papel de um senador ou de uma senadora. Além disso, demonstra um total desconhecimento da política internacional e um preconceito contra as comunidades árabe e palestina que são muito numerosas no Rio Grande do Sul”.

O parlamentar também criticou as tentativas de manipulação midiática, com uso de fake News por grupos de direita para tentar distorcer declarações da senadora Gleisi Hoffmann para a Al Jazeera. “A nossa presidenta está denunciando ao mundo o golpe e as injustiças que estão sendo cometidas com Lula e os movimentos sociais. Isso é um direito nosso, não vão nos calar”, enfatizou Maia.

Reprodução Sul 21

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *